Os Desafinados

Cansativo.

Essa é a palavra que me vem à cabeça quando penso no último filme do diretor Walter Lima Jr.: Os Desafinados.

Apesar do divertido personagem de Selton Melo (um revolucionário e cativante diretor de cinema), o filme, que conta a história de uma banda de Bossa Nova tentando se dar bem nos EUA, não decola. A narrativa, contada por meio das lembranças daqueles que participaram dos eventos, ou seja, os integrantes da banda e o diretor de cinema, é lenta demais.

Para quem já teve uma banda, ou participou de qualquer espécie de empreitada artística com um grupo de amigos, alguns momentos do filme são bastante interessantes, na medida em que tocam em questões centrais do relacionamento entre integrantes e como tudo, de uma hora para outra, pode se transformar de um sonho coletivo em pesadelos individuais.

Mas esses pequenos pontos de interesse não salvam um filme em sua totalidade fraco. Clichês são constantes, as atuações de parte do elenco principal não convencem, vide Jair de Oliveira, aquele do Balão Mágico. Nem mesmo as boas atuações de Rodrigo Santoro, Selton Melo e Cláudia Abreu (linda ainda) conseguem fazer frente ao tedioso ar de nostalgia brega e desnecessária que paira ao longo do longo filme (quase 2:30h de filme!).

Talvez pra quem viveu a época, tava cheio de velhinho no cinema, o filme tenha um sentido totalmente diferente. Mas, pelo menos pra mim, soou bem desafinado.

Trailer aqui.

Anúncios

~ por tarsodoamaral em 08/09/2008.

4 Respostas to “Os Desafinados”

  1. Vou esperar passar na gRobo … 🙂

  2. Raul, sinceramente, se no cinema não é lá grandes coisas, imagina na TV! Esquece! Vai fazer coisa melhor com seu tempo…
    t+!

  3. cara eu jah tive uma banda e nao bosa nova, mas me identifiquei em varias partes do filme. M U I T O B O M esse filme adorei pra carralho.

    pessoal um otimo filme para vcs assistirem e lembrar de da decada de 70/80.

  4. jhiony, eu também já tive banda e também me identifiquei com partes do filme. Realmente, alguns dos aspectos mais positivos do filme são extamente esses relacionados à banda. Mas, infelizmente, acho que eles não conseguem sustentar a trama que, acredito, precisa de muito mais do que boas referências sobre o que estar em uma banda.
    t+!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: