Waly Salomão – algaravias

           

Waly Salomão é um nome que muita gente escuta, mas a cuja obra poucas vezes as pessoas se dão ao trabalho de pesquisar, de conhecer. Particularmente, demorei um pouco até ler alguma obra de sua autoria, apesar das diversas menções a ele feitas por grandes nomes de nossa cultura: Adriana Calcanhoto, por exemplo, freqüentemente, o cita e já até mesmo musicou com sucesso alguns dos poemas de Waly; Caetano Veloso é outro que o cita constantemente e, em seu último álbum, chegou a gravar uma canção em homenagem post-mortem ao poeta.    

            Quando primeiramente li uma obra de Waly Salomão, estava estudando o simbolismo francês e as suas ramificações na produção moderna de arte ocidental. Estava mergulhado em Rimbaud, Baudelaire, Mallarmé e outros. O livro que me chegou às mãos, já nem me recordo como, foi Armarinho de miudezas, um conglomerado de prosa, verso, crônica e flashes iluminados. O livro deu-me um fôlego, uma lufada de ar, de ânimo. Vi, ou lembrei, que era possível sim, apesar dos geniais simbolistas franceses, se fazer poesia, arte com alegria e qualidade sem ser raso.

            Recentemente, li algaravias – câmara de ecos, uma coletânea de poemas escritos entre 1993 e 1995. Mais uma vez, a poder de fogo de Waly se confirma: o livro me parece uma tempestade de raios vista num sábado à noite do alto do Pelourinho. Uma enxurrada de informações filtradas pela genial visão do poeta é trazida à tona por meio de um ritmo preciso e engolfante. Apesar de uma certa melancolia frente à vida ser inerente e bastante perceptível.

            Tudo é recheado com referências alucinadas que passeiam pelos mais diversos campos de atuação humana com um virtuosismo vocabular que exige uma velocidade de pensamento extraordinária, talvez bem mais lenta que a de Waly. São flashes, relâmpagos ritmados do malabarismo de um pensamento genial, intelectual e, ao mesmo tempo, bastante acessível. Uma nítida demonstração de maturidade poética e domínio de expressão.

            Ótimo!

 

Anúncios

~ por tarsodoamaral em 09/10/2008.

2 Respostas to “Waly Salomão – algaravias”

  1. Mas outra dica anotada … 😉 … vlw

  2. Raul, talvez, uma boa introdução ao Waly Salomão sejam as músicas dos grandes nomes da mpb que mencionei. Não são difíceis de achar. Se quiser…
    t+!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: