Mais Ouvidos em 2008

listen

Salve!

Segue a já tradicional (pelo menos, pra mim) lista dos discos que mais ouvi durante o ano. Contudo, cabem aqui algumas explicações: “Amsterdan 2008” do Mondo Cane e “Hey There Delilah” não são discos propriamente ditos. O registro do Mondo Cane (Mike Patton & Metrópole Orchestra) é um vídeo de uma apresentação e “Hey There Delilah” é uma faixa da banda Plain White T’s que, recentemente, foi regravada e transformada em single. Ouvi exaustivamente ambas as coisas, sendo essa a razão de constarem na presente lista nesse ano.

É isso!

T+!

 

  • ALANIS MORISSETTE – “Jagged Little Pill” (1995)
  • AMY WINEHOUSE – “Back To Black” (2006)
  • ARCTIC MONKEYS – “Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not” (2006)
  • DANIEL BINELLI – “Piazzollando Ao Vivo” (1997)
  • ASTOR PIAZZOLLA – “En Suite” (2004)
  • BLACK SABBATH – “Cross Purposes” (1994)
  • BLINK 182 – “Blink 182” (2003)
  • BOX CAR RACER – “Box Car racer” (2002)
  • CHICO BUARQUE – “No 4” (1970)
  • DEEP PURPLE – “Stormbringer” (1974)
  • DEEP PURPLE – “Burn” (1974)
  • DEFTONES – “Saturday Night Wrist” (2006)
  • ELTON JOHN – “The Very Best of” (1990)
  • FAITH NO MORE – “Angel Dust” (1993)
  • FAITH NO MORE – “King For a Day…Fool For a Lifetime” (1995)
  • HELLOWEEN – “Keeper of The Seven Keys Part II” (1987)
  • JUDAS PRIEST – “`Painkiller” (1990)
  • LOS HERMANOS – “Bloco do Eu Sozinho” (2001)
  • MANOWAR – “Into Glory Ride” (1983)
  • METALLICA – “Death Magnetic” (2008)
  • MONDO CANE – “Amsterdan 2008” (2008)
  • NEVERMORE – “ This Godless Endeavour” (2005)
  • PLAIN WHITE T’S – “Hey There Delilah” (2006)
  • RADIOHEAD – “In Rainbows” (2007)
  • ROY ORBISON – “Pretty Woman” (1992)
  • SCARS ON BROADWAY – “Scars on Broadway” (2008)
  • SCORPIONS – “Humanity – Hour I” (2007)
  • Vários – “Tango Trilogy” (2008)
  • WARREL DANE – “Praises to The War Machine” (2008)
  • WEEZER – “Red Album” (2008)

 

Anúncios

~ por tarsodoamaral em 08/12/2008.

4 Respostas to “Mais Ouvidos em 2008”

  1. Gostei, boa seleção, tá vem variada por sinal. Engraçado, mas alguns pontos estão sempre presentes nas tuas listas: black sabbath, purple, faith no more, nevermore, deftones… é, o rock não te abandona! heheh
    O da Amy Winehouse merece, muito bom mesmo, adorei ela ter começado esse revival de black music ´disfarçada´.
    Pô… faltou um discaço que não sei como tu não ouviu muito: fome de tudo, do Nação Zumbi.
    P.S.: Kraftwerk abrindo pro Radiohead! É como dizia o Jack Matador: “AGORA TODO MUNDO VAI DANÇAR! VAI DAN-VAI-VAI DAN-ÇAR! heheh
    Abraço!

  2. Crispim, ouço muito essas bandas mesmo, e alguns discos em particular delas ouço demais.
    A Amy Winehouse foi uma das coisas mais interessantes que surgiram por aí em um bom tempo. Esse primeiro disco dela é um pertardo.
    Ouvi, comprei e gostei bastante do último da Nação, mas não o ouvi tanto quanto esses que estão aí listados.
    Essa do Krafwerk é a parada! Boa! Ver as duas bandas de uma vez vai ser bom demais.
    É isso.
    T+!

  3. Muito bom ter conhecido o Boxcar Race, o batera esta animal neste álbum. Perfeito.

  4. Raul, o Travis é realmente muito sinistro. Nesse disco ele arrebenta. A banda em si é muito boa e as múiscas e letras também. Acho meslhor do que qualquer coisa do Blink. Anyway, procura no Youtube pelas últimas apresentações do Blink182. O cara tava mandando muito.
    T+!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: