Scarface

Pra ser bem sincero, esperava mais desse filme. Nunca tinha visto e me decepcionei um pouco. É claro que Al pacino é Al Pacino e difícil é ser ruim. Mas o filme em si não achei lá essas coisas. A trilha é medonha: extremamente datada, feia. Mas, no geral, vale pelo Pacino.

scarface-poster

Trailer aqui.

Anúncios

~ por tarsodoamaral em 26/01/2009.

11 Respostas to “Scarface”

  1. Cara, esse é um dos 200 filmes mais bem cotados no IMDB! E a trilha é do Giorgio Moroder, um papa da composição!! Brian de Palma na direção!! Acho que vc tava pouco inspirado quando viu. Cara esse filme chuta a bunda de muita coisa que foi lançada depois dele, e ele é de 1983!! Sério, não te entendi… vê de novo. Não, você não me levou a sério: VÊ DE NOVO

  2. Crispim, exatamente por todos esses motivos que você enumerou eu comprei o “Scarface”. Posso dizer que eu estava bastante inspirado quando botei o filme pra rodar. Nutri uma muito alta expectativa em relação a ele (talvez esse seja o problema). Mas, mais uma vez, digo: o filme não é ruim. Longe disso. Mas a trilha (algo que me incomoda realmente nesse filme) é extremamente datada, seja ela composta por quem for. Como comentei com o Leão dia desses, os teclados do Rick Wakeman em vários momentos soam datados (no “Sabbath Bloody Sabbath”, por exemplo) e são tocados por um inquestionável gênio do instrumento. Acho que o mesmo ocorre com a trilha do “Scarface”. Talvez eu tenha algum problema com o Brian de Palma, por que também não acho “Os intocáveis” lá essas coisas. Tem lá seus momentos, mas é muito bom-mocismo por filme rodado. O “Scarface” tem lá seus momentos também, (pra mim, bem mais do que “Os Intocáveis”), devido, é óbvio, à direção do de Palma e, mais óbvio ainda, por conta do Pacino, que tem uma atuação genial e que, pra mim, salva e carrega o filme todo.
    Concordo que o filme “chuta a bunda de muita coisa que foi lançada depois dele”, mesmo por que tem é coisa ruim sendo lançada diariamente. Mas tem muita coisa coisa anterior e posterior ao “Scarface” que “chuta a bunda” dele. Por exemplo, os filmes do Kubrick.
    Vi várias cenas de novo e a impressão foi a mesma: Pacino = genial; o filme como um todo = not so much.
    Valew!
    t+!

  3. já não tinha vontade de ver, agora então … vlw pelo review!!

  4. You’re welcome. Mas continuo dizendo, vale pelo Pacino.
    t+!

  5. tarso, toca uma punheta ae ve de novo, AE VC VAI ESTAR INSPIRADO COMO CRISPIN disse AUHAUHAHUAHUAUHAHU

  6. Tarso, o grande problema você citou. Criar expectativas. Posso enumerar N filmes que detesto, por conta da alta expectativa gerada. Assisti Scarface totalmente incrédulo, pois havia assistido o original antes, e me supreendi, sem contar o Pacino, salvo na sua opinião, todo o filme está impecável. O trabalho do Brian de Palma sobre os atores salva o filme, afinal, excluindo o Pacino e a Michele, todos atores são medianos, mas nem isso condena o filme.
    Sobre a trilha, nunca tentei avaliar sobre este aspecto, mas seria fácil. Qualquer que seja o filme, antigo ou não, existem trilhas que marcaram, PODEROSO CHEFAO, SUPERMAN, TUBARAO, são exemplos de filmes antigos com uma trilha que não ficou datada, por mais que eu aprecie Scarface, simplesmente não consigo me recordar da trilha, e geralmente quando você gosta, quando é algo de qualidade, o dificil é se esquecer.
    Agora, cá entre nós, assiste de novo! 😉
    Abs!

  7. Ah .. procure pelo filme “Scarface, a Vergonha de uma Nação” de 1932 é o original. Vale a pena!

  8. Mike e Raphael, talvez o problema não seja tanto a falta de inspiração e/ou a necessidade de assitir ao filme novamente (coisa que já fiz, por sinal, e não alterou minha opinião anterior). Talvez vocês devessem rever o filme menos ‘inspirados’ e ver se mantém a mesma opinião.
    Com relação à trilha, a do “Scarface” não é nada memorável e, na minha opinião, tem a capacidade de incomodar em vários momentos, influenciando negativamente, assim, muits cenas e o filme como um todo. O fato de ela não ser nada memorável, a não ser, talvez, por um aspecto negativo, só reforça o que venho dizendo.
    Raphael, discordo da sua opinião sobre o diretor ter salvo o trabalho dos atores mediocres que acompanham o Pacino nesse filme. As atuações da maioria continua medíocre e só contribui para a opinião que tenho do filme. Os figurantes são terríveis.
    Continuo a achar que o Pacino, esse sim, genial, leva o filme nas costas. É claro que o De Palma também merece parte do crétido, afinal, o filme é dele, mas gosto mais da atuação do Pacino do que da direção do De Palma.
    Acho que é por aí.
    t+!

  9. Ah, vou procurar esse outro de 1932 sim. Valew pela dica.
    T+!

  10. topicozinho polêmico esse aqui…

  11. Mike, é assim mesmo. Divergir é normal…heheh
    t+!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: