Slavoj Zizek – Da Tragédia à Farsa

Esse é um dos livros que o Zizek vem divulgar aqui no Brasil, só que ele vai divulgar a tradução em português do Brasil que está sendo lançada pela Boitempo. Essa capa (ótima, por sinal, baseada em uma bem interessante pintura do pintor modernista alemão George Grosz) é da edição portuguesa, lançada pela editora Relógio D’água naquele país, da mesma obra First as Tragedy, then as Farce, no original de 2009.

O livro é um ótimo exemplo do impressionante pensamento de Zizek, que articula Lacan, Kant e Marxismo revolucionário de forma bastante original e, repito, impressionante.

O mote central do livro é a necessidade de manutenção do pensamento revolucionário  os dias de hoje, mesmo em uma era supostamente ‘pós-ideologica’ como alguns acreditam ser a nossa. De acordo com Zizek, o momento de crise do capitalismo (o livro foi lançado logo após a explosão da última crise de 2008) abre uma lacuna na qual um verdadeira revolução pode ser posta em prática.

No entanto, mais interessante do que a premissa do livro é o modo como Zizek expõe e organiza seus argumentos: de Kant e Hegel à eleição de Obama, passando pelo movimento de independência do Haiti e, claro, por Lacan e Marx, muitos são os temas abordados por esse que é uma das mais interessantes figuras da atualidade.

Fica a expectativa do evento no Odeon e a vontade de ler mais escritos do cara. A visão em Paralaxe já está aqui na fila de espera…

Anúncios

~ por tarsodoamaral em 15/05/2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: